segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dois jogos

O ABC venceu o Goiás por 3 a 2, quebrando assim uma risca desta Série B. Em 2012 o Alvinegro ainda não havia vencido times do G4. Os gols do jogo foram de Walter e Ernando para o Goiás, para o ABC marcou Ederson três vezes. 

Repassando mentalmente o jogo de sexta, vejo que o ABC realizou pelo menos 35 minutos de um futebol que não se viu com frequência nesta Série B. Os primeiros 10 minutos de jogo foram intensos, com pelo menos duas chances de gol para o ABC. Numa delas, em uma cobrança de falta, Ederson já ensaiava o que faria no segundo tempo. 

Os outros 25 minutos foram de extrema felicidade, quando o ABC virou o marcador em apenas 10 minutos de segundo tempo. Além de outras oportunidades de gol durante este período. 

Infelizmente este elenco ABCdista não consegue ter desempenho regular, consequentemente permite muito sufoco do adversário. Isso por que aparentemente falta de objetividade destes jogadores é irreversível, onde em muitos casos perdem chances de gol por não conseguirem jogar em equipe ou mesmo ter a frieza de definir em posição ideal. O resultado sempre é um bate e volta, que em todas as oportunidades se torna num ataque defesa insuportável para qualquer defesa. 

Mesmo assim, em uma noite em que o adversário somente apareceu nos escanteios, o ABC quebrou a banca e conseguiu um excelente resultado. Fruto do futebol de dois jogadores, Renatinho e Ederson. Vale lembrar que Renatinho deu o passe para o segundo gol de Ederson. Outro destaque foi o jogo do lateral Ivan, que parou de comprometer, passou a ter sua relevância. 

Não poderia deixar de falar do golaço de falta que Ederson fez aos 40 do segundo tempo. Fazia um bom tempo que o Alvinegro não marcava de falta, mais tempo ainda se tentarmos lembrar de uma falta executada com tanta excelência. O hat-trick de Ederson coroou uma excelente partida deste jogador, que com a queda de produção de Adriano Pardal, se tornou o principal nome do ataque ABCdista. 

Se o Alvinegro conseguir entender esses 35 minutos de bom futebol apresentados contra o Goiás, para pelo menos 55 ou 60 minutos, certamente a tendência de rebaixamento citado no jogo passado não existirá. E essa sensação de que o ABC faz duas partidas em uma(uma boa e outra ruim) deixa de existir.

Próximo jogo será contra o Paraná no Estádio Durival de Britto. O ABC precisa alcançar mais 4 ou 5 pontos para consolidar a fuga do rebaixamento, por isso o resultado contra os paranistas é de suma importância. O jogo é terça dia 30/10 e começa as 20:00hs. 

Ficha Técnica

Local: Frasqueirão, Natal/RN.

Árbitro: Paulo César Oliveira (SP).
Assistente 1: Carolina Romanholi Melo (CE).
Assistente 2: Luiz H. Souza Santos Renesto (SC).
4º árbitro: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira (RN).

ABC(3): Andrey; Ivan, Flávio, Vinícius (Gladstone) e Renatinho; Bileu, Serginho, Walter Minhoca (Raul) e Cascata (Guto); Éderson(3) e Adriano Pardal. Técnico: Givanildo Oliveira.

Goiás(2): Harlei, Vitor (Marcos Paulo), Valmir Lucas, Ernando(1) e Egídio; Amaral, Renan Oliveira (Caio), Thiago Mendes e Ramon (Felipe Amorim); Walter(1) e Iarley. Técnico: Henderson Moreira.

Um comentário:

Moisés , Torcedor Fiel! disse...

Caro editor deste Blog: Ainda continua com a sua postagem anterior em que afirmas que "a tendência do ABC FC é o rebaixamento".

Digo que o emocional está contraposto com a razão!

Abçs.