segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Os sofismas de José Vanildo

Essa semana foi movimentada na imprensa potiguar. Os detalhes acerca do Campeonato Potiguar 2013 começaram a serem definidos. Sendo relevante destacar três pontos, a saber: patrocínio máster da competição, divulgação do calendário e cancelamento do contrato com a TV União. A competição local começa a ganhar corpo, mas as duas últimas informações merecem preocupação por parte dos amantes do esporte e não os elogios descabidos recebidos por parte da incompreensível imprensa esportiva potiguar.

Para compreensão por parte do leitor das mudanças ocorridas no calendário de competições permita-me um breve histórico. Nos últimos anos a CBF veem tentando melhorar a organização das competições. Não se compreende países como Inglaterra e Espanha ter mais de 400 esquipes, cada, em seu campeonato nacional com jogos o ano todo, enquanto que isso só ocorria com os 40 times que disputam as duas primeiras divisões do Nacional. Visando melhorias a CBF desenvolveu a Série D, ampliou o número de jogos da Série C, aumentou o número de equipe na Copa do Brasil, criou uma Copa Sub-20 e trouxe de volta a Copa do Nordeste. O país sede da Copa do Mundo quer mostrar que o futebol nacional está bem organizado internamente. Tais mudanças trouxeram reflexos para o futebol potiguar. O Potiguar 2013 tem que ser repensado.

Ante esse breve relato vamos analisar as mudanças implementadas para o futebol potiguar em 2013. A temporada vindoura do futebol nacional tem seu início previsto para janeiro com os campeonatos estaduais e a Copado Nordeste. Para os acanhados estaduais foram reservadas 23 datas e para a Copa do Nordeste 14. Tais competições serão disputadas nos mesmo dias (domingos e alguns jogos nas quartas) restando para ABC e América apenas nove datas para disputa do estadual. Embora tenha pensando em um estadual com início em dezembro, Vanildo marcará o Potiguar 2013 para início do ano. A participação de ABC e América na competição ocorrerá apenas na segunda fase. O risível em todo esse emaranhado de informações é que muitos chamam de calendário do futebol potiguar essas definições. Um calendário com apenas uma competição.

Além da definição das datas de realização, o Potiguar 2013 terá um patrocinador máster. Especula-se que uma grande montadora de veículo irá dá nome ao campeonato que terá em 60% de sua realização destaques como o Santa Cruz e Baraúnas.

O televisionamento do certame local é uma grande incógnita. O certo é que a TV União não mais exibirá a competição. Segundo José Vanildo uma emissora de TV Aberta irá exibir jogos do estadual, a exemplo do que acontecem em estados como Alagoas, Pernambuco, Ceará e Bahia, Amazonas e Pará.

Como bom operador do direito o dirigente maior do nosso futebol consegue transformar as más notícias resultantes da péssima administração da FNF em notas otimistas. Ele estampa o sorriso nos estúdios 96 FM para falar dos vários prêmios que a competição irá dá: vaga na Série D, duas na Copa do Nordeste e três na Copa do Brasil. Não se pode afirmar que essas vagas oriundas do estadual garanta um ano produtivo para os clubes do interior. A participação na Copa do Nordeste ocorre no primeiro semestre e a Copa do Brasil pode se limitar a dois jogos. Na série D pode ser apenas seis. O que falta mesmo são competições locais que possam tirar da ociosidade boa parte dos nossos clubes na segunda metade do ano.

Por fim, o presidente José Vanildo tem-se mostrado um grande sofista. Consegue manuseia bem as palavras e partir de afirmações verdadeiras consegue extrair enganosas afirmações. E nossa experiente imprensa tem se iludida com ele. Será mesmo?

4 comentários:

Diego Ivan disse...

A situação é difícil. Concordo que Vanildo, utilizando muito bem a verve, faz parecer dourado qualquer ouro de tolo. O problema do alongamento do calendário para os demais times do RN é financeiro, não da federação mas dos próprios clubes. Como pagar passagens para as viagens?


Financeiramente esses times não se sustentam. O que poderia ser feito é o investimento em competições amadoras, ou semi-profissionais, regionalizadas. Pelo menos inicialmente, até que a cultura do futebol no ano todo esteja difundida. E é isso que ocorre nos países citados, onde existe a cultura do futebol amador como uma expressão comunitária. Por que nossos clubes de bairros não são federados e participantes de competições regionais?


Essa são as perguntas que responderiam bastante. Gostaria de conversar a respeito qualquer momento.

Breno Cardoso disse...

É inadimissível que o Estadual 2013 fique sem televisionamento, tendo 2 clubes na série B... A Tv União vinha desempenhando um trabalho de uma forma satisfatória, passava até Vt's às vezes. Fazia anos que transmitia.

Sobre o Estadual na Tv Aberta é uma coisa que eu não apostaria tanto, umas não dão a mínima pro esporte, e as nossas emissoras de Tv não são lá essas coisas todas, não tem tantos recursos.....

O que mais complica é que as emissoras estão numa fase de transição e estão tendo muitos gastos na compra de vários equipamentos pra transmitir com sinal digital...

A transmissão ao vivo dos jogos depende de um link móvel para transmissão ao vivo. Parece que só quem tem esses equipamentos é a InterTv Cabugi e a Tv União.

Sem dúvidas nenhuma, a Tv Cabugi é maior emissora de Tv RN, afiliada da Platinada. Duvido que ela vá querer transmitir o estadual do RN, pois ela teria que gastar dinheiro para levar o estadual pra nossa tela, contratar narrador e tudo mais. O Estadual não seria tão rentável pra ela, e ela tem muitos lucros e audiência transmitindo Campeonato Carioca e naõ vai querer perder.

A Tv Ponta Negra/SBT acho que também não entra nessa, nunca transmitiu esportes, e já está gastando dinheiro na compra de equipamentos para transmitir o sinal digital, não devera ter tanto dinheiro para investir na transmissão do estadual. E também por questão de grande de programação.

TVU/UFRN possui vários programas interessantes transmitidos da UFRN... mas não acho que vá transmitir, não deve ter fundos pra isso

Tropical/RECORD outra que eu não boto fé uma palha que transmita o estadual.

Band natal - outra emissora pequena (percebe-se pela qualidade dos estúdios dos programas) que garante bons lucros transmitindo o futebol do Sul. Também não vai querer perder a Bocada e investir na transmissão do nosso estadual, comprar câmeras e contratar narradores.

A que eu colocaria fé que podesse transmitir o estaudual é a SimTv! que já mostrou interesses em transmitir o campeonato outras vezes, mas não se como está a situação deles, talvez pareça que não está muito boa, pois ele cortam boa parte da programação da Rede para colocar programas da Igreja Universal, quando as emissoras fazem isso geralmente não estão tão bem financeiramente. Eles tem o Madson Fernandes, que trabalhava na Cabugi e transmitiu pela TVI antes de Paulo de Paula compra a emissora.

Breno Cardoso disse...

: http://salveomaisquerido.wordpress.com/2012/09/11/a-integra-da-decisao-que-liberou-washington/#ForaWashngton: Justiça libera W9 do ABC

Gustavo Lucena disse...

É um problema muito crônico esse do calendário curto.

Me causa estranheza porque algumas federações teoricamente mais pobres e fracas como a maranhense e paraibana possuem calendário profissional por 2 semestres.

Como falei outro dia, uma solução p/ o 2º semestre seria criar uma Copa RN valendo vaga p/ a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil, mas sendo disputada apenas com atletas sub-21.

Ou então dar direito aos clubes de utilizarem atletas não-profissionais, que não sejam remunerados pelos clubes e só joguem por lazer.

A FNF precisa deixar de hipocrisia e parar de bancar esse falso profissionalismo dos clubes do interior. Todos eles são amadores e precisam aceitar-se como tal. Não é demérito algum.

Até o Carandiru tem uma Liga de futebol amador organizada, um calendário organizado. Por que a FNF não é capaz disso?