sábado, 23 de junho de 2012

Empate sob 2 óticas

O ABC consegue um empate contra o Guarani. Só o futuro dirá se  foi ou não um bom resultado.

Na briga pela permanência na Série B, pode ter sido importante, pois pela tábua de classificação o time campineiro encontra-se lá em baixo e o ABC distanciou um pouco mais. 

Porém sob o ângulo da briga pelo acesso, não foi um bom resultado porque além de não se aproximar do G-4, o Guarani hoje demonstrou ser um time limitado, no qual era possível trazer 3 pontos em Campinas.

Jogo foi equilibrado.

Porém o gol do Guarani foi de um azar danado da defesa do ABC.

Importante foi o não-abatimento do time, que foi em busca da vitória até o fim.

Mesmo assim, o time apresentou algumas falhas. 

O lado esquerdo do ABC no primeiro tempo foi um latifúndio, pois Renatinho subia muito, mas não marcava com a mesma eficiência que apoia. 

O meio também esteve desarticulado, Erivelton foi o melhorzinho, mas muito discreto. Bileu fez faltas bobas e Alysson não teve o mesmo aproveitamento na hora de acertar os passes e Raul quase não foi visto, tanto é que foi substituído logo no início do 2º tempo (Diego Ivan, me confirme se a substituição se deu por contusão).

A zaga preocupou pelo fato de ter feito muitas faltas. Dava até medo do juiz marcar um penalti.

E no ataque  Anderson Costa novamente foi desastre, perdeu um gol facílimo e por vezes jogou como zagueiro do Guarani. Por causa dele, a reintegração de Leo Gamalho não parece ser uma má ideia hoje. E mesmo Joelson tendo participado no gol do Pardal, o resto do jogo foi uma negação. Se não serviu para  o Santa Cruz-PE numa Série D, serviria para o ABC na Série B?

Mesmo assim tivemos pontos positivos.
Gostei e muito da atuação do Pedro Silva, que mesmo longe da melhor forma  física, mostrou serviço e a tendência é que ele fique em ponto de bala na fase mais importante da competição.

Adriano Pardal jogou por ele e pelos demais atacantes. Foi o melhor em campo e parece ter deslanchado a fazer gols. Aliás foi a melhor partida dele com a camisa do ABC, sem sombra de dúvidas.

E finalmente Everton Sena estreou. Nem fedeu, nem cheirou, mas já fez muito mais do que o Guilherme.

Próximo compromisso é contra o ASA em Arapiraca. E quebrar o tabu contra o time alagoano vencendo seria uma senhor presente de aniversário de 97 anos.

Gustavo Lucena

Ficha Técnica

Local: Estádio Brinco de Ouro, Campinas/SP.

Árbitro: José Acácio da Rocha (SC).
Assistente 1: Neuza Inês Back (SC).
Assistente 2: Rosnei Hoffmann (SC).
4º árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).

Guarani(1): Emerson; Chiquinho, Rodrigo Arroz, André Leone e Bruno Recife; Jackson (Max Santos), Fábio Bahia, Danilo, Kleiton Domingues(1), Ronaldo e Rafinha (Renato Ribeiro). Técnico: Vadão.

ABC(1): Andrey; Pedro Silva, Flávio Boaventura, Eduardo e Renatinho Potiguar; Alison, Bileu, Erivélton (Jadson Sapé) e Raul (Everton Sena); Anderson Costa (Joélson) e Adriano Pardal(1). Técnico: Márcio Goiano.

2 comentários:

Anônimo disse...

"Porém sob o ângulo da briga pelo acesso, não foi um bom resultado porque além de não se aproximar do G-4, o Guarani hoje demonstrou ser um time limitado, no qual era possível trazer 3 pontos em Campinas." Gustavo você pensa em acesso com esse elenco que o ABC tem este ano? Eu tô é preocupado em cair e olhe que só estamos a 02 pontos da zona de rebaixamento e o próximo jogo é fora de casa. Além do mais o ABC tá no prejuízo com o Washington que vai dar um desfalque no clube de mais de R$ 1.000.000,00, fragilizando o clube para novas contratações. A coisa não vai ser fácil este ano.

Anônimo disse...

Joelson não participou do gol. O passe de cabeça foi de Erivelton.