terça-feira, 8 de maio de 2012

Drops indignados e desconfiados (08/05/2012)

Categorias de base do ABC só serve para os outros clubes? 
Eleito o melhor atacante do Estadual - tarefa facilitada pela falta de concorrentes sérios - Alvinho deu muito trabalho quando jogou contra o ABC aqui no Frasqueirão.

Ele também foi bem em vários jogos. Não diria que foi um arraso, mas teve um desempenho mais vistoso que os atacantes do ABC no Estadual.

Agora fico me perguntando porque a diretoria gasta rios de dinheiro para trazer Leo Gamalho/Malaquias/Eliandro/W9 e não prestigia os jogadores da casa. Pelo menos em matéria de atacante, o ABC costuma revelar bons valores: Wallyson, João Paulo, Gláucio (que nem chegou a jogar), estão ai.

Será um atestado de burrice emprestá-lo ao Baraúnas (especula-se que o ABC vai montar seus pratas-da-casa em Mossoró) para a Série D.
Diante de mais um ano em que o ABC não revelou ninguém, fico me perguntando se vale a pena investir nas bases, sabendo que os atletas de lá não terão chance alguma. O Estadual era a competição ideal p/ fazer o trabalho de revelar atletas, mas foi deixado de lado.

Outro atestado de burrice é o fato da torcida ser bem mais tolerante com quem vem de fora, mas com os jogadores daqui o tratamento beira o assédio moral. E quando o prata-da-casa mostra algum potencial vem o chavão "tem que amadurecer mais", "vamos emprestar para um clube do interior", "camisa do ABC pesa", etc.

Até quando o ABC vai continuar contratando refugos de Japecanga?

Eu sei que se um atleta for bom, mesmo que tenha vestido a camisa do rival, vale a pena contrata-lo.

Porém, nos últimos tempos, surgiu essa mania de contratar refugos de Japecanga: Berg, Leo Gamalho, Elielton e W9.

TODOS tiveram passagens derrotadas pelo time rouge, com direito a rebaixamento e tudo (W9 foi rebaixado com os encarnados p/ a Série C em 2004).

E a chegada desse Airton - que fazia parte do elenco rebaixado de 2010 - só faz crescer a desconfiança.

Fica a impressão que Paulinho Freire tem tutelado as contratações do ABC. 

Ruptura

A diretoria do ABC FC tem total razão em cortar relações com os órgãos institucionais. O clube como um todo foi humilhado dentro de sua propriedade, e não falo do que aconteceu dentro de campo, mas fora dele, onde acordos foram rasgados e o torcedor passou por situações difíceis diante de um clima tão hostil.

Agora, todo o mundo sabe quem começou esse clima de animosidade. 

Todo o mundo sabe do tratamento dispensado a torcida do ABC em Goianinha.

Todo o mundo sabe que essa onda de violência entre as torcidas é mera reprodução das picuinhas diretivas.

Todo o mundo sabe da arrogância que impera no corpo diretivo do lado de lá, que é o mesmo há quase 20 anos. Coincidência ou não, o clima de animosidade entre torcidas começou quando esse grupo tomou o poder do lado de lá, e os dirigentes de bem foram se afastando do clube.

Todo o mundo sabe os antecedentes e o histórico nada nobre dos dirigentes do time adversário, em especial do seu mandatário maior.

No entanto, a imprensa o trata como um anjo, um homem elegante. E as autoridades fazem vista grossa, muitas vezes vestem a camisa do clube por cima do terno de trabalho.

Por isso que a instituição ABC FC age certo em tomar uma postura mais dura.

Frasqueira precisa se unir contra o lobby do aluguel

A CBF acertadamente está propensa a vetar o uso do puleiro de Goianinha para a Série B. Com isso o outro time será forçado a jogar em Campina Grande ou João Pessoa.

Instigados e articulados pelo pretenso novo poderoso do RN, imprensa e o Poder Público local estão unindo forças para forçar o ABC FC a ceder o Frasqueirão ao outro time do RN que disputa a Série B.

O lobby nesses dias será pra lá de intenso.

Nesse aspecto, a Frasqueira precisa apoiar a diretoria incondicionalmente.

Independente de estarmos magoados com certas posturas, o não-aluguel é questão de honra.

Não tem dinheiro que pague os insultos, a depredação, o esnobismo e a humilhação que passamos não apenas ontem, mas nos últimos tempos.

Não sou estúpido a ponto de dizer que do lado de lá só tem pessoas com o mesmo caráter do seu atual mandatário. Lá tem pessoas de bem, que merece nosso respeito e afeto - afinal numa mesma célula familiar é natural que hajam ABCdistas e americanos. E essas pessoas não merecem ser representadas pelos atuais mandatários do clube que torcem. Pelo contrário, elas precisam retomar o comando para que possa enfim ser selada a tão sonhada paz entre torcedores.

Por isso, a postura contrária ao aluguel é muito mais por causa das atitudes do corpo dirigente do clube adversário do que propriamente contra os seres humanos.

Gustavo Lucena

6 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo.

Diga não ao aluguel da Frasqueira, afinal ele não vão querer jogar no chiqueirão como eles chamam.

e se fosse o contrario, o promotor de eventos do america alugava ao ABC?

Gente, conciencia, diretoria juizo.

Manda Leo,Berg,Washigton e mas 6 duzias embora.

coloca alguns de nome no elenco e investe na base. Chance a Eles o campeonato é longo e desgastante.

Abraços
Ricardo
Copiadora Central
São Paulo do Potengi

Múrcio disse...

Hoje eu queria comentar sobre novas contratações oficializadas pelo Abc, mas como até o momento a diretoria continua no campeonato estadual, soltando notas sobre fatos que já estão no passado e que não vão mais mudar a história, ficamos sem confirmação dos possíveis reforços para o campeonato brasileiro que já começa semana que vem.

BLOG DO MÚRCIO - http://edmurcio.zip.net/

fernando disse...

Gustavo o problema é que nos ultimos cinco anos ja passaram pelo time de goianinha quase 500 jogadores. Em relação a w9 e berg eu tambem os teria contratado.No caso de leo gamalho e elielton ai sim foi um erro de avaliação.

fernando disse...

Caro Gustavo o absurdo que foi a liberação do estadio de goianinha por parte da cbf é um assunto que deve ser denunciado em rede nacional (ESPN) fica ai a sujestão para o amigo. Forte abraço.

Breno Cardoso disse...

nós deveríamos promover um Twittaço à noite com a seguinte tag: #NoFrasqueiraoPaquitasNao

João Maria disse...

Assisti ao jogo em Goianinha e não vi nenhuma violência ou descaso à torcida do ABC. Essa animosidade sem sentido que você também prega, só descredencia o futebol potiguar. Estou em Recife, onde a rivalidade é muito maior do que aí em Natal. A única diferença aqui, é que todos brigam pelo futebol de pernambuco e o jogo que passa na poderosa TV Globo é o local. Tava mesmo na hora do ABC perder para o América, até porque o ABC ganhou o último título em cima do rival num jogo atípico, no qual Wallison desequilibrou e na oportunidade o América foi bem melhor na competição. No futebol se perde e se ganha, mas sempre com respeito ao adversário, que não é inimigo.