domingo, 6 de novembro de 2011

Pausa no ABC p/ falar do Campeonato do Nordeste

Gostaria de falar sobre esse assunto ao final da Série B ou após o ABC ter liquidar a fatura e consumar a permanência na Série B.

Mas o assunto está muito quente por isso resolvi falar agora, principalmente porque ontem o Mais Querido armou p/ bater.

A notícia que se tem é que as federações do Nordeste finalmente resolveram encarar de cbf e estão pedindo a volta do Campeonato do Nordeste a partir de 2013 e por 8 temporadas.

É ponto pacífico que o atual calendário da cbf está gerando uma onda de insatisfação geral entre grandes e pequenos clubes.

Os grandes reclamam dos Estaduais longos, do Camp. Brasileiro espremido em 6 meses com jogos nas quartas e domingos, da Libertadores espremida em 1 semestre, da Copa do Brasil ser disputada em paralelo com a competição continental, da inexistência de uma pré-temporada e do fato de que a cbf vem desfalcando os clubes ao marcar rodadas do Brasileiro nas datas-FIFA.

Os pequenos reclamam da sazonalidade forçada, do desprezo da cbf para com as Séries C e D e com a falta de competições superavitárias.

Vamos por partes.

Em primeiro lugar, em 2013 a cbf, forçada pelos clubes, deverá mudar o calendário.

Tudo indica que a Copa do Brasil será disputada em datas separadas da Libertadores p/ incluir os clubes brasileiros inseridos nesta competição. Em contrapartida, Libertadores e Copa Sul-Americana poderão ser disputadas paralelamente, para isso terá que combinar com os argentinos.

Há um movimento p/ reduzir as datas dos Estaduais - pelo menos p/ os clubes inseridos nas Séries A, B e C - de modo que o Camp. Brasileiro seja disputado num espaço maior de forma que quase todos os jogos sejam nos fins de semana.

E onde ficaria o Campeonato do Nordeste? Entendo que a solução seria encaixá-lo nas datas reservadas as competições continentais, justamente ocupando as datas que hoje são utilizadas pela Copa do Brasil. A Libertadores hoje possui 16 datas, ou seja, daria p/ organizar a competição de maneira bem decente com esse número de datas.

Evidentemente que, na reforma do calendário que vem sendo ventilada, não será possível que o Camp. do Nordeste adote sua fórmula de disputa tradicional (pontos corridos em turno único + semi-finais e finais). Então a solução seria copiar o sistema de disputa das competições continentais, quer seja fase de grupos + play-offs.

Mesmo com todas essas ideias, já começaram a causar tumulto.

As federações nordestinas começaram a movimentação, mas a guerra de egos já começou, porque eles só aceitam a volta do Nordestão se controlarem a competição. E a Liga seria escanteada.

A solução seria que a Liga abrisse assento p/ as Federações Estaduais e dar poder de voto e voz p/ elas. É a saída consensual. Além dos 16 clubes fundadores, as Federações Estaduais para reforçar a Liga no seu objetivo comum.

Outro ponto que precisa ser enfrentado pela Liga é a inclusão das federações e clubes do Maranhão e do Piauí. Só assim p/ fazer renascer uma competição regional genuína e robustecida.

Ou seja, a Liga do Nordeste só conseguirá se firmar quando clubes e federações pararem de bater cabeça e acima de tudo, tiverem coragem de impor os seus desejos perante a cbf.

Gustavo Lucena

Um comentário:

Diego Ivan disse...

Cansei desse assunto... Coisa chata do caralho!!!