sábado, 5 de novembro de 2011

Não surpreendeu e venceu

O ABC venceu o Icasa por 3 a 1, com gols de Lins, Pio e Ederson. Preto marcou o gol dos donos da casa. Com o resultado o ABC chega aos 46 pontos, que o coloca na 13ª colocação, ainda com chances de rebaixamento mas já com luz no fim do túnel.

Como Gustavo comentou brilhantemente comentou o jogo de hoje em seu texto abaixo (O milagre veio e ABC arma p/ escapar do rebaixamento), irei focar a outros dois aspectos desta tarde.

O mais importante dessa vitoria além da pontuação, evidente, foi a pressão psicológica que agora sofrem Icasa, ASA e São Caetano. Isso significa que todas essas equipes seguirão até o final da Série B sentindo a mesma pressão que o ABC sofre, o que pode significar num rebaixamento dos citados acima. Além disso, o resultado aumentou o numero de times na fuga do Z4.

É impressionante a sorte do técnico Leandro Campos, nada haver com a escalação de hoje, mas sim em resultados conseguidos de maneira surpreendente.  Senão vejamos pelo menos três resultados fora do comum:

1-      Alecrim 1 x 1 ABC Serie C 2010, gol de Bileu no apagar das luzes – Sem esse ponto o ABC não terá se classificado em 1º do seu grupo na Série C, nem o Alecrim seria rebaixado.
2-      Águia 0 x  1 ABC Série C 2010, gol de Claudemir aos 40 do segundo tempo – Com esse gol o ABC ganhou a vantagem de jogar pelo empate em casa nas quarta de final.
3-      Alecrim 0 x 1 ABC Campeonato Estadual 2011 Gol de Cascata aos 44 do segundo tempo – Sem esse gol o ABC perderia vantagem de dois resultados iguais na decisão do segundo turno com o Santa Cruz.

Além de outros resultados em que o Abc era nitidamente azarão e que a equipe venceu. O trabalho de Leandro Campos taticamente pode não ser diferenciado, mas em termos de sorte ele sobra sempre. O que não muda a minha opinião a respeito da permanência dele no ABC em 2012, no caso eu acho que ele não deve permanecer.

O resultado de hoje deixou o ABC na seguinte situação; se vencer o Paraná e o Icasa perder, o ABC não cairá de maneira nenhuma. Por isso, o próximo e ultimo jogo em casa deverá ser vencer ou vencer.

Na terça-feira as 19:30hs, o ABC tem que vencer, o torcedor tem que comparecer, na grande decisão desta Série B. É o ultimo jogo em casa, o torcedor está devendo e a hora é de decisão. É desenrolar a bandeira e  ir ao Frasqueirão.   

Ficha Técnica

Local: Estádio Romeirão, Juazeiro do Norte/CE.

Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra/SC.
Assistente 1: Marco Antônio Martins/SC.
Assistente 2: José P. Wanderlei da Silva/PE.

Icasa (1): Carlos Luna, André Turatto, Luis Henrique e Everaldo; Osmar, Elielton, Guto, Jr. Xuxa e Edson; Alex Afonso (Marciano) e Preto(1). Técnico: Arnaldo Lira.

ABC(3): Camilo, Pio(1), Tiago Garça, Leonardo e Renatinho Carioca; Bileu, Ricardo Oliveira, Marcus Vinicius e Makelele; Lins(1) e Geilson(Éderson(1)). Técnico: Leandro Campos.



2 comentários:

Anônimo disse...

Engraçado, quando o ABC leva um gol no final, é incompetência, mas quando faz, é sorte!! E nesse caso, o ABC ainda fez dois!!

O LC armou esse time para jogar no contra-ataque, desde o ano passado. Por isso, o time melhorou depois da chegada do Lins. Ele agora faz o papel que o JP fazia. Por isso que jogamos melhor contra os grandes em casa, que se abrem mais. Nós não ganhamos vários jogos em casa por causa dos gols perdidos nos contra-ataques. Quantos jogos nós começamos ganhando e cedemos o empate ou a virada depois de perder gols feitos nos contra-ataques? Pelo menos uns 8.

LC é muito teimoso e tem um gosto duvidoso (vide MV, Malacrias, Alessandro Lopes, etc.), mas considero ele um bom técnico.

Bom, essa é apenas a minha opinião.

[]s alvinegros,
Bruno.

Diego Ivan disse...

Bruno, não gosto de comentar na base da sorte ou azar, pra mim sorte é competência, azar é incompetência.

Quando falo em sorte do Campos nesse caso, digo que nada levava a crer que o ABC marcaria um gol pois levava sufoco e não contra-atacava, como aconteceu.

Azar seria o ABC massacrar o jogo todo e não marcar.

Entendeu?

Abraço!!!