sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Fim de uma era

O Machadão começou a deixar de existir, as obras de demolição começaram na manhã de hoje. A imagem abaixo mostra o inicio das obras. O Machadinho já foi completamente demolido.

Quem lê o BPA a algum tempo sabe que nunca morri de amores pelo Machadão, principalmente por nunca tem conseguido ler o “poema” como alguns apregoam. Uma obra de projeto arquitetônico ultrapassado desde a construção, e inaugurado como tudo no RN, antes de concluído.Talvez esse seja o poema de que falam, aqueles sem métrica ou rima, que nem o autor sabe a mensagem que quis transmitir.

O que tem que ficar do Machadão é o mesmo que ficou do Juvenal Lamartine e do campinho de Petrópolis; Os grandes momentos dos nossos times, qualquer coisa além disso é dar crédito demais a uma obra da qualidade acima citada. Me irrita muito ler alguém falando que poderia ser feita uma reforma no estadio para adequá-lo para a Copa. Eu fico imaginando que grau de reforma esse pessoal pena que o Machadão precisaria para ficar minimamente confortável. Seria certamente um valor semelhante ao da obra atual, pois estruturalmente o Machadão é uma lastima. 

O grande problema para mim foi a derrubada do Machadinho, essa sim poderia ter sido evitada. A zona sul da capital ficou sem ginásio de esportes, já que o Palácio dos Esportes é uma lastima completa.

Quanto ao legado que a Copa do Mundo trará, quanto as obras estruturantes na capital, esses são outros temas que dizem respeito apenas a nós contribuintes. E não adianta levantar a bandeira ideológica, já que tanto governos de esquerda e direita governam ou governaram o Estado e o Município. Se projetos anunciados não serão executados, a incompetência é sua também.

Nenhum comentário: