domingo, 2 de outubro de 2011

ABC joga futebol e consegue virar a mesa(Continuação)

Como eu havia dito, eu deixaria a resenha da partida ABC 3 x 0 Sport para o domingo, já que o sábado era dia de somente comemorar.

O jogo para o ABC se resolveu em quatro minutos, antes disso, tudo que eu havia alertado no texto sobre o treinamento de quinta-feira(Treinamento não animou) aconteceu.

No primeiro tempo as falhas defensivas do ABC permitiram que o Sport começasse o jogo criando muito, tanto em jogadas pelas laterais, como pelo meio da área. Foram pelo menos vinte e cinco minutos em que o Sport importunou bastante a defensiva, o alento é que diferente do que o treinamento de quinta mostrou, o ataque Alvinegro também compareceu com gosto de gás.

Foi então que a partir dos vinte e cinco minutos, o ABC atacou bastante numa seqüência de ataques, cobranças de escanteios que praticamente selaram os destinos do jogo. Tudo isso forçado pela excelente participação de Renatinho Potiguar pela esquerda e Pio pela direita, que alargaram o ataque ABCdista e confundiram a defensiva rival.

O primeiro gol do ABC saiu aos vinte e nove minutos, e o segundo aos trinta e dois. O primeiro gol surgiu após pênalti sofrido por Lins e cobrado por Cascata. O segundo Cascata cruzou uma bola numa cobrança de escanteio, Bileu raspou de cabeça no primeiro pau e Lins completou em baixo do gol.

Esse momento avassalador do ABC parece ter feito o Sport sair de sintonia, já que o time teve um jogador expulso logo na seqüência. Com dois gols de vantagem, um jogador a mais, o Elefante pode controlar o Leão no restante do jogo, da maneira que o treinador Leandro Campos gosta. O que não significou uma perda de qualidade no espetáculo.

O segundo tempo foi muito bom já que os Alvinegros jogavam bem e o Sport precisava reverter o placar, mas também foi tranqüilo para o ABC. A única chance real de gol do Sport foi numa cobrança de pênalti, desperdiçada por Marcelinho Paraíba. Já o ABC marcou novamente, dessa vez com Leandrão. Ele recebeu lançamento de Jérson e teve a frieza de esperar o momento certo de colocar a bola no cantinho do goleiro rubro-negro.

Justíssimo 3 a 0, mas o fato inegável é que o ABC teve seus altos e baixos no inicio do jogo, mas soube se aproveitar de momentos positivos na partida.

É impressionante o que joga o Ricardo Oliveira quando ele está perto de sua melhor forma física.

É impressionante a diferença que fez Jérson jogando como terceiro homem de meio campo, não defensivamente, mas na saída de bola, com ele o ABC tende a crescer.

É impressionante como o arbitro mineiro Emerson Ferreira é ruim, errou nos dois pênaltis do jogo de ontem. Para mim nenhum dos dois foi penal. Ele só acertou na expulsão do jogador Robston do Sport. 

Era impressionante a ansiedade do torcedor ABCdista por essa vitoria em casa, mas passou. Agora é por os pés no chão para não confundir um resultado positivo com a resolução dos problemas do Elefante Mais Querido da Frasqueira. 

Nenhum comentário: