quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Quando essa angústia acabará?

Por razões de trabalho, não fui ao jogo.

Acordo e me deparo com mais um empate em pleno Frasqueirão.

O que antes parecia ser uma situação confortável, agora vira angústia.

O filme de 2008 - quando o ABC escapou nas últimas rodadas - vai se repetindo.

Ou seja, a Frasqueira ficará com mais vontade de ver a Série B acabar e com isso o Mais Querido escapar do que querer que ela dure mais tempo para o Mais Querido continuar com esperança de subir.

E coincidência ou não, desde a saída do Elionar Bombinha o time perdeu o rumo das vitórias.

Sexta-feira o ABC encarará além da Ponte Preta o desgaste físico dos atletas.

E estarei lá.

Gustavo Lucena

Um comentário:

Anônimo disse...

Sou ABC até debaixo dágua, mas fica difícil ficar calado.

Eu sei que a diretoria não gosta de críticas, mas acho que eu tenho pelo menos direito de ficar triste. Será que a diretoria do ABC permite eu ficar triste ou também não aceita que eu fique triste?

Marcos Augusto de Morro Branco