sábado, 20 de agosto de 2011

ABC empata mais uma (nº 1.000.000)

O ABC empatou sua décima partida na Série B, dessa vez com a Ponte Preta. O placar de 1 a 1 foi construído por Cascata do ABC e Wescley da Ponte.

Tá ficando chato...

Essa seqüência de empates realmente deixa a todos de cabeça cheia, principalmente por que vemos o ABC jogando um futebol minimamente aceitável e mesmo assim não tem forças para triunfar. Foi o que aconteceu hoje, mesmo se registrando falhas corriqueiras das ultimas rodadas.

No primeiro tempo o ABC não teve o domínio completo das ações, mas sem sombra de duvidas conseguiu praticar o futebol que queria. Certamente a escalação da Ponte Preta mais precavida na primeira etapa contribuiu para isso. Na segunda etapa a Ponte Preta é que fez seu futebol prevalecer e o ABC por outro lado sofreu para jogar. O ABC apenas apelou para chutões da defesa ao ataque, sem sucesso. Ainda por cima ficou desfalcado com a contusão de Max, já que Guto Ferreira tinha efetuado as três regulamentares, limitando mais ainda as ações ABCdistas.

O problema é que o roteiro dos jogos do Mais Querido está se repetindo.

Samuel e Max estiveram bem, na lateral direita e zaga respectivamente. Samuel no primeiro tempo foi o sopro de bom futebol na direita, na segunda etapa o técnico rival marcou seu futebol colocado o atacante Ricardinho, ex-ABC, para atuar nas costas de Samuel, inibindo o jogador. Max foi regular o jogo todo, não comprometeu, e diferente dos demais zagueiros do ABC, regular já é um grande negocio.

O lamentável da partida foi mais uma contusão do volante Ricardo Oliveira. É incrível a maré de azar que o Alvinegro passa, Ricardo Oliveira em mais uma grande atuação sofreu contusão aparentemente grave. O jogador pisou em falso, devido ao gramado molhado, e sofreu mais uma contusão no joelho. A gravidade da contusão não se sabe, mas o atleta cogita encerrar a carreira. Força “cara”.

Wellington; está sendo perseguido por parte da torcida, mesmo considerando que ele tenha falhado hoje. Começam a vaiar-lo durante o jogo e o jogador que está demonstrando pouca confiança, erra mais. Sendo que vários dos gols sofridos por ele, considerados falhas, a falha defensiva foi maior que a do próprio Wellington. Como a de hoje, que Tiago Garça mais uma vez não conseguiu cortar um cruzamento na área, fazendo o goleiro se precipitar numa saida de bola improvável. 

Percebo que agora, acima de tudo, o ABC tem recuperar o espírito vencedor o mais rápido possível. É difícil, já que a competição não para, mas é premente uma recuperação dentro das quatro linhas. A pena para continuação esse ritmo de empates em seqüência é o descenso, por isso, é vencer ou vencer o mais breve possível.

O Alvinegro volta a campo na próxima sexta-feira, as 20:30hs, quando enfrentará o Americana Futebol em Americana/SP.

Ficha Técnica

Local: Maria Lamas Farache, Natal/RN.
Publico: 6.511 presentes.

Árbitro: Alicio Pena Junior.
Assistente 1: Erich Bandeira.
Assistente 2: Helberth Costa Andrade.

ABC(1): Wellington, Samuel, T. Garça, Max, Renatinho Potiguar; Ric. Oliveira (Erivelton), Rômulo, Makelele, Cascata(1) (Diego Barbosa); Leandrão, Geilson (Ederson). Técnico: Guto Ferreira.

Ponte Preta(1): Julio César, Guilherme, Wescley(1), Wellington, Wendel; Xavesb (Ricardinho), Renato Cajá (Lúcio Flávio), Mancuso, Renatinho; Ricardo Jesus, João Paulo Silva. Técnico: Gilson Kleina.

8 comentários:

Jacson Artson disse...

Também não concordo com as vaias durante o jogo, se é para vaiar que se faça no final. Durante o jogo o efeito acredito que seja negativo.

Olhando o VT dos gols, não atribuo apenas ao goleiro a falha do gol, uma vez que Max subiu e não pegou a bola.

Vamos em frente, espero que o GUTO tenha visto ainda mais os pontos negativos e desta forma, possa organizar nosso abc mais um pouco para que possamos voltar com uma vitoria contrato o americana na próxima rodada.

Anônimo disse...

Escutei que a diretoria está escalanado o goleiro Welligtom faz tempo, se for verdade fico triste, mas não posso fazer nada. Manda quem pode e obedece quem tem juízo. A diretoria do ABC manda e a frasqueira tem que ficar calada porque senão a diretoria fica magoada.Pobre frasqueira, sofre e não pode reclamar.
Paulo TGA

Breno Cardoso disse...

esta coisa de ficar só empatando em casa já está demais, mas tem um problema que está acontecendo em praticamente todos os jogos do ABC, os jogadores morrem no segundo tempo, eu estou doido pra saber o que os preparadores físicos isto estar acontecendo diretamente, os jogadores terminam os jogos parece que jogaram uns 200 minutos, e não 90

Gibson Azevedo disse...

O ABC empatou ou empacou? Desculpe, é só para saber!...

Luiz Felipe disse...

BPA ,vale lembrar a atuação determinante da arbitragem no jogo contra a ponte;vergonhoso.Claro, o ABC apresentou suas falhas,evidente, contudo ,diferente dos jogos com LC o ABC não levou perigo da ponte ontem em nenhum lance, apenas no lance do gol,em uma falta que na verdade não ocorreu e que o "justo" juiz marcou.Tanto a ponte como o juiz ontem queriam um empate, e conseguiram.Claro, por parte do ABC faltou chutar a gol principalmente; com a chuva e com o gol que o próprio ABC tinha feito ficou claro que chutando a gol sairiam gols com toda a certeza.Mas o ABC esteve melhor que nos outros jogos, fatou mais ímpeto só, e mais raiva do adversário.Como abcdista acredito que contra a americana o ABC tem plena condição de ganhar o jogo e vai pra cima deles ABC!!!!

Anônimo disse...

Luis está viajando na maionese. O ABC não mostra nem de longe a garra de 2007. 17 jogos no frasqueirão com 16 vitórias e um empate. A vontade e a garra de 2007não existe em 2011. Edvaldo Parnamirim

Anônimo disse...

Luis, amigo, você não deve ter visto a seleção de 1982, jogava lindo, mas não ficou nem entre as quatro. Você elogia o ABC de forma apaixonada, mas o que vale são três pontos após o apito final. Você escreve bem, fala bonito, mas futebol é bola na rede.Acho que vc deve ser amigão dos diretores do ABC.
Um aperto de mão do seu irmão alvinegro Valtécio Ricardo

Luiz Felipe disse...

Caro Valtécio, saudações alvinegras,agradeço pela observação e , claro, você está certo quanto a questão da bola na rede; não tenho dúvidas de que isso seja o que realmente importa no futebol e , principalmente ,ao ABC.Não tive a oportunidade de ver o ABC de 1982, infelizmente; sou do de 1991 e desde então sou da frasqueira.Só discordo de uma coisa que você falou: não sou amigão dos diretores do ABC; ao contrário,nunca fui amigo deles(mesmo que pareça hehe),nunca gostei de politicagem no ABC, por que na minha visão isso nunca ajudou o clube ,e tive certeza disso em 2009.Talvez, caro Valtécio, seja por isso mesmo que escrevi defendendo o ABC dos dias atuais, por que em 2009 eu não faltei a nenhum jogo do ABC na série B em Natal e vi como o ABC não jogava nada.Mas uma coisa é certa , não sou amigo de nenhum diretor, não gosto disso(pode acreditar Valtécio), pois o que ,acima de tudo, sempre manteve,mantém e manterá o nosso ABC vivo é FRASQUEIRA ,e não diretor fulano,beltrano.Um abraço do irmão Luiz e saudações alvinegras !!Valeu!!