quinta-feira, 7 de julho de 2011

Craque, o ABC faz em casa para jogar nos outros times

Essa semana tivemos confirmada a notícia de que o atacante Gabriel - junto com Alvinho - será emprestado para o Santa Cruz-RN na disputa da Série D.

Não precisa ser PHD em futebol para dizer que se trata de uma tremenda burrice, principalmente pelo fato de que tirando os titulares Leandrão e Bombinha, apenas ele e Éderson são atacantes de verdade e por vocação. Inclusive Gabriel terminou o Estadual em fase ascendente, colocando o próprio Éderson no banco e se credenciando para ser uma boa opção para o elenco ABCdista na Série B.

No entanto, Gabriel é a face mais clara de uma política bastante obscura que se instalou nos últimos tempos.

O ABC vem formando jogadores porém a maioria deles mal conseguem se firmar no time profissional e já arrumam as malas para outros centros. Felipe Alves - o "cheque ouro" da vez - é o centro das atenções. O que chama a atenção é que o jogador poderá sair do ABC sem jamais ter jogado uma partida oficial como profissional pelo clube que lhe formou.

Outros jogadores já deixaram o Mais Querido sem sequer ter jogado 1 partida como profissional.

E por onde anda Édson, zagueiro revelado pelo clube que tá fazendo uma falta danada, principalmente pelo show de horrores promovido por Alessandro Lopes?

E João Paulo, que está detonando na Coréia quando poderia estar ajudando o Mais Querido na jornada em busca da Série A?

E Wellington, que é outro que vem sendo bastante sondado para ser vendido?

Como o ABC ainda não tem uma estrutura capaz de formar vários jogadores em nível competitivo, as bases ficam condenadas a serem meros produtores de pé-de-obra.

E o clube ainda sai perdendo porque, além de não tirar proveito dos investimentos que faz, contrata jogadores mais caros que várias vezes são de qualidade pior do que os pratas-da-casa.

O alguém hoje ousa dizer que Malaquias e Rafael Martins são melhores que Gabriel?

Gustavo Lucena

2 comentários:

Anônimo disse...

Você esqueceu de Felipe Bezerra e Dener.

Diego Ivan disse...

Édson está nas categorias de base do Grêmio/RS. Se brincar o Grêmio ainda leva uma laminha como Clube formador do atleta.

Acho que Wlademir foi no bolo de atletas que assinaram com o Santa Cruz.

Felipe Bezerra e Denner, segundo Flávio Anselmo, foram emprestados para um time de empresários no sul e depois repassados para o Coritiba. Negocio da china para os empresários, quero saber como o ABC ganhará com isso.

O futebol de base no ABC está capengando. Depois de Edson brilhar na lateral e Wellington, ninguém mais foi revelado. Quem tinha valor foi vendido ou emprestado na calada da noite.

Alguém sabe onde está o zagueiro Lucas? Destaque no inicio do ano.

Abraço!!!