domingo, 19 de junho de 2011

Encaixe defensivo

Não entendo, o Leandro Campos fala de encaixe defensivo como se isso fosse obra do espirito santo. Como se fosse algo que não dependesse dos jogadores, ou até mesmo de esquema tático. É como se fosse algo como sorte e azar, mas eu não vejo assim.

O time leva um gol de bola aérea contra Bragantino e dois da Portuguesa, e o danado do encaixe defensivo que não funcionou. O time leva um sufoco monstro de Salgueiro e gol no final. Contra o Vitoria e Vila Nova o sistema defensivo falha, e mais uma vez o encaixe defensivo não estava ajustado.

O que é certo é que em apenas seis jogos o ABC tomou sete gols. São muitos gols, principalmente se pensarmos que só não sofremos gols contra um dos piores ataques do torneio e jogando no Frasqueirão, no caso o Goiás.

Em um time onde dois zagueiros, dois laterais e três volantes são escalados primordialmente com defensores, o que será que acontece? Isso mesmo, o ABC defendendo com exatos sete jogadores e tomou mais gols que seis dos seus perseguidores.

Para mim encaixe defensivo diz respeito a controlar as ações defensivas, permitido ao adversário ter a falsa impressão de controle das ações do jogo, forçando o erro e a precipitação facilitando ações defensivas como antecipação por exemplo.

Não sei se Leandro Campos está perdido, mas se não fosse o ataque, melhor dizendo, Bombinha e Cascata carregando o elefante nas costas, a colocação do Alvinegro na competição seria outra bem diferente. Falar em encaixe defensivo como se tudo se resumisse a isso é bem mais que exagero.

Um comentário:

Anônimo disse...

O melindre de Leandro Campos tá demais. O melindre de Leandro só perde para as flavetes.