domingo, 17 de abril de 2011

ABC achou uma vitória meio que sem querer

Pouco tenho a falar sobre o jogo do ABC na tarde de hoje, onde o Mais Querido conquistou mais 3 pontos, porém com um futebol deplorável.

Não que o time tenha jogado com o "freio-de-mão puxado", mas pelo fato de que o elenco é muito limitado e os jogadores que estiveram em campo ou realmente não tinham capacidade técnica para apresentar um futebol de qualidade ou não estiveram em um dia feliz.

Hoje o melhor jogador do ABC foi o lateral-esquerdo Léo Marinho, que só não fez chover em desfavor do seu ASSU. Jogador muito limitado, que deveria se juntar ao grupo de concurseiros anônimos e estudar para concurso público, com certeza ganharia muito mais dinheiro.

Além de Léo Marinho, fizeram a diferença Basílio - que tem um pulmão de aço - e Wellington.

Gabriel e Ray me fizeram lembrar as atuações do nada saudoso Fábio Silva.

Jackson pela primeira vez na temporada deu o ar na graça ao fazer uma boa jogada que resultou numa boa defesa do goleiro Erasmo.

O ABC achou um gol logo no início, que foi feito por um zagueiro, o que mostra que o meio/ataque está esfacelado.

O time do ASSU é o mesmo desde a sua fundação em 2002, ou seja, não tem muitas aspirações no Estadual e mesmo no futebol profissional, e ainda assim deu um sufoco desnecessário, o que nos deixará com várias pulgas atrás da orelha.

Quarta-feira o ABC enfrentará o já rebaixado Centenário no Frasqueirão.

Se o jogo for outro salve-se quem puder, aí entendo que medidas mais enérgicas deverão ser tomadas.

Gustavo Lucena

Um comentário:

Renato Jr. disse...

Rapaz, e o que dizer do Ederson?

O cara parece que esqueceu de jogar bola de uma hora para outra. ontem foi triste ve-lo em campo.

Agora, o Ray (fazendo sinal da cruz) esse é fraquissimo. não consegue tocar três vezes seguidas na bola, não acerta nada e já entra morto.

Sei não viu, o ABC tem que abrir o olho logo já que tudo indica que teremos uma final de turno com as pakitas.

Renato