sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O mequinha tem todo direito, e o munícipe Top Top

Rapaziada, quem não chora não mama.  E o povo, Top Top.

Essa entrevista do Vice-prefeito Paulinho Freire, concedida ao blogueiro Pedro Neto, é daquelas coisas que estarrecem qualquer um.

Segundo o Vice-prefeito, o vereador Aquino Neto e o presidente do América Clóvis Emídio, entraram em contato com ele, para uma consulta sobre uma possível doação de um terreno Municipal, localizado no bairro Cidade Satélite para a construção do Estádio do time vermelho. Essa é a noticia.

Eu não vejo nada de mais no interesse americano, vejo sim no fato do Vice-prefeito ter dado cabimento a conversa do vereador e do presidente do clube. 

É claro que se essa politica for extensiva aos outros clubes e entidades esportivas da capital, eu concordo. Eu digo esportivas, por que tem muita gente boa fazendo esporte além do futebol, de maneira precária, sem o menor apoio Municipal ou Estadual. E o futebol não pode ser o único beneficiado da bondade do nosso Vice-prefeito. 

A verdade é que onde come um, comem dois três ou quatro. E o contribuinte, Top Top.

PS. O ABC está querendo implementar um CT das bases na Zona Norte de Natal, ou nas cidades que circundam a Capital. Nada mais do que justo, que uma doação ao Alvinegro venha concretizar esse projeto. Afinal de contas, no nosso município politicas esportivas nem como bravatas eleitoreiras existem. Um Clube como o ABC, que quer investir num setor carente da nossa cidade, poderia ser beneficiado com um terreno. Com um projeto que atenderia muitas crianças carentes, coisa que a construção de um Estadio de Futebol não faz.

PS2. Demorou muito até que o Vice-prefeito Paulinho Freire, que também é um dos “donos” do América, encontrasse motivos para “ajudar” seu time com o erário. E o munícipe Top Top.

PS3. O certo é que essa trolagem, nada mais é do que uma grande jogada politica. Que envolvem outros meandros do nosso futebol, que este blogueiro de meia pataca não tem ca$$ife para abrir o verbo.

5 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Rapaz, dependendo da interpretação, se o dublê de vice-prefeito arranjar um terreno municipal para os rouges, estará cometendo advocacia administrativa, crime previsto no CP (Art. 321).

Aliás, será reincidência, pois naquela questão do patrocínio com o banco, ele também agiu da mesma maneira.

Tá um motivo para deposição do vice.

Gibson Azevedo disse...

Como é que é? É isto mesmo que eu estou lendo? Que patuscada de bandidos é esta?... Era só o que faltava acontecer nesta triste e atual administração municipal, onde um prefeito interino, de uma só canetada, faz uma "caridade" de grego, a um grupelho de apaniguados, com o dinheiro, e ou, o patrimônio do contribuinte indefeso. Nota-se neste ato intempestivo, que usurpa do contribuinte os seus mais básicos direitos, a tácita conivência de uma Câmara Municipal, agachada, de quatro, ao sabor e prazer de um Executivo indecente. Então a nossa Administração Municipal tornou-se um valhacouto de bandidos, mesmo que dissimulados?
Acreditamos na Justiça; e cremos que uma simples ação popular, será suficiente para desfazer este malévolo imbróglio. Resta-nos acreditar na deusa cega...
Gibson Azevedo.

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

DIREITOS IGUAIS AMIGO !!!!!!!!!!

O Alecrim não tem campo para treinar.

O ABC não tem mais CT para as bases pois ali será estacionamento.

DIREITOS IGUAIS AMIGO !!!!!!!!!!!!!!!

José Leonardo
www.musicadogol.blogspot.com

Diego Ivan disse...

A melhor maneira de se melar essa negociata é o ABC aparecer com um projeto pronto, e com o terreno na ZN escolhido...

Aí vai ter nêgo fugindo.

Se o ABC e os ABCdistas derem bobeira, fazem uma meia boca, dizem que não foi doação, mas que acaba por ser doação. Se é que alguem me entendeu.


Abraço!!!

Zé Catôta disse...

Grande blog. Cara nós do zecatota.blogspot.com também seremos seguidores de seu estimado blog. Muito bom mesmo. Mas sobre o show da xuxa, opa, o mequinha eu tenho postado muitas coisas tb a respeito deles no zecatota. Minha posição é... Mequinha afunde até a tampa que nois pisa em cima.