segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Drops decembrinos (06/12/2010)

Maldição do desprezo ao Campeonato do Nordeste?

A exceção do Bahia e do Ceará, os principais clubes do NE que desprezaram o Campeonato Regional se deram muito mal.

Os suprasumos do futebol brasileiro, o trio-de-ferro recifense, só colecionou fracassos.

O time principal do Vitória foi vergonhosamente rebaixado para a Série B, enquanto os reservas lograram êxito no Campeonato do Nordeste.

O ABC FC fez o contrário, priorizou a Série C mas não se descuidou do regional, aproveitando-o para arrumar o time. Acabou lucrando e muito em ambas as competições, seja no aspecto técnico, seja no aspecto financeiro (mesmo deficitária, o ABC teve algumas rendas interessantes no Nordestão).

Quero ver se essa turma arrogante vai continuar arrotando caviar, achando que disputar apenas os Estaduais ajudará o time no aspecto técnico.

Chupa Ricardo Teixeira

Nos últimos tempos não tenho morrido de amores por acompanhar competições em que meu time não esteja inserido, mas achei legal o Fluminense ter conquistado o título e o Cruzeiro ter sido o vice-campeão com direito a golaço de Wallyson.

Principalmente porque o tricolor carioca e o Muricy Ramalho deram um chute bem forte no saco de Ricardo Teixeira.

O treinador aliás é o melhor exemplo de que é possível ser um vencedor sem abrir mão de princípios éticos.

Explico: o todo-poderoso da cbf, passando por cima do Fluminense, contactou Muricy Ramalho para ser o treinador da seleção.

Esbanjando uma prepotência peculiar, o metido a rei deixou o treinador de mãos abanandos na hora do cumprimento final (o vídeo está aqui) e ainda vazou p/ a RGT a notícia de que estava tudo acertado.

Horas depois Muricy confirmara que o Fluminense não o liberaria e que continuaria a cumprir o contrato porque tinha que dar exemplo aos filhos.

Vendo o Muricy ser campeão é um sinal de que nem tudo está perdido no futebol brasileiro.

Largo do Machalixo

Hoje de manhã estava passando de carro rumo a natação quando passo pelo corredor do Machadão e me deparo com uma sujeira absurda, sem qualquer sinal de limpeza.

E não justifica que o carnatal acabou de madrugada, pois em toda festa, ao final das mesmas sempre tem profissionais da limpeza prontos para o serviço.

Passando pelo local, nenhum gari foi visto.

Só faltava mesmo urubus e ratos para ficar igualzinho ao lixão de Cidade Nova.

Gustavo Lucena

2 comentários:

Adeilton disse...

FIQUEI MUITO FELIZ COM O REBAIXAMENTO DO VITÓRIA!!!!

Luciano disse...

Em qualquer país sério do mundo, os promotores das festas de ruas são responsáveis TB pela limpeza!