terça-feira, 30 de novembro de 2010

É reforçar o ABC

 É hora do torcedor do ABC fazer aquela fezinha pelo Mais Querido, e ainda por cima correr o "risco" de ficar milionário. Vejam a importância de apostar e marcar ABC como time do coração.

Leiam o estudo de Breno Tavares, acadêmico de jornalismo da UFRN, e membro de um grupo que dá ideias sobre o ABC chamado ABC Superação:

TimeMania: um jogo de estratégias

Criada em março de 2008 com o intuito de abater a enorme dívida dos clubes brasileiros junto à Previdência Social, a TimeMania venha se mostrando uma ferramenta útil em vários aspectos ao futebol nacional. Ela funciona como um ‘torcidômetro’, desenhando o mapa da paixão materializado em forma de apostas. Além disso, estimula a sadia disputa das posições de seu ranqueamento, uma vez que oferece valores mais polpudos de acordo com a colocação em que se fixe um time, podendo pertencer a até três grupos (1, 2 e 3).

Dentro dessas disputas, o grupo 1 é o mais desejado por todos, pois abate, no mínimo, R$ 100 mil reais/mês das dívidas dos clubes que o integram. De modo que para compor esse grupo, há clubes que usam os mais variados artifícios em detrimento de outros que encaram isso amadoramente.

O Coritiba – PR é o time que melhor sabe ‘jogar’ na TimeMania, seguido pelo Juventude – RS. O primeiro, ainda no ano de estréia da loteria, adotou a ‘Estratégia Sprinter(alusão aos corredores que se destacam por imprimirem ritmo veloz no fim das corridas)’ e conseguiu, desse modo, terminar 2008 em 19º com cerca de 623 mil apostas, quando no último concurso obteve nada menos que 42 mil apostas, muito além de sua média 15,5 mil apostas por concursos, até então. O Juventude, percebendo isto, em 2009 copiou a tática do clube paranaense e, no último concurso amealhou 41 mil apostas, alçando-o ao posto de 20º colocado, com mais ou menos 690 mil apostas. O Coxa, da mesma forma, repetiu a estratégia e alcançou 46 mil apostas, ficando em 3º no último concurso e em 17º com cerca de 770 mil apostas, em 2009.

De um ano para outro, a oscilação numérica e percentual (2008 e 2009) foi de 79 mil apostas ou 12,3%. Como em 2010 os clubes apresentam um crescimento negativo de 1,7% (até o concurso 161), a margem para este ano oscilará entre 11,5% e 12% em relação a 2009, algo como 85 mil apostas, que somadas as apostas do 20º colocado do ano passado, resultam em aproximadamente 775 mil apostas. Esta, por tanto, é a quantidade que um clube precisa atingir para se manter na ‘elite’ da loteria.

No caso do ABC, como ele tem pouco mais 641 mil apostas, precisará, em cerca de 10 concursos que restam, conseguir mais 135 mil apostas, ou 13,5 mil de média. Como a média atual do time gira em torno de 9 mil apostas, é necessário elevar em 50% o desempenho por concurso para lograr êxito ao fim do ano. Para tanto, há que se lançar mão de ações como as dos clubes sulistas supracitados, aumentando consideravelmente as apostas nesses últimos concursos. Afinal, não é demais lembrar que times de massa como Sport, Santa Cruz, Náutico, Ceará, Ponte Preta, Guarani, Figueirense e Avaí já ficaram fora dos 20 em 2008 ou 2009.

A diretoria do Mais Querido, através do seu Departamento de Marketing, que este ano está dando um show de profissionalismo, deve se atentar para isso, buscando alternativas que diversifiquem e impactem, efetivamente, nessa campanha de apelo junto à massa alvinegra, pois o histórico da TimeMania mostra que o sucesso de um clube vai além das apostas. É preciso saber jogar, dentro e fora das loterias...

3 comentários:

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

É amigo, só nos resta agradecer a união e cair em campo para tornar o ABC mais forte.

Valeu Fera !

Até a próxima.

José Leonardo
DO BLOG
www.musicadogol.blogspot.com

João Antônio disse...

Parabéns pela postagem. Assunto de maior relevância nesse momento para o ABC.

João Antônio disse...

Parabenizo pelo post da Timemania. O momento é importante para sacudir a galera.