terça-feira, 5 de outubro de 2010

Fortalecimento do Campeonato do Nordeste-2011 depende dos principais clubes da BA e PE apoiarem

Semana passada eu denunciei no orkut (encerrei minha conta semana passada, depois de tê-la reativada de maneira relâmpago) que a Federação Pernambucana havia divulgado o calendário de competições para 2011, ignorando qualquer abertura para a realização do Campeonato do NE, divulgando um Estadual com 26 datas.

Tal denúncia chegou a imprensa local e os principais cronistas tomaram a defesa da Liga do Nordeste, principalmente após o presidente da Federação Pernambucana ter soltado umas bravatas dizendo que acabaria com a competição.

A empáfia do cartola - instigada pela Federação Baiana e pela cbf - só ocorre porque sua federação possui o $$ e apoio da Globo para investir no Estadual. Ou seja, aposta na força da grana para melar a competição.

O presidente da FNF, José Vanildo, resolveu comprar a briga em prol da competição, que se bem organizada é a tábua de salvação dos clubes da região.

Eu também sou um entusiasta do regional, e creio que fazendo ajustes, é plenamente possível a coexistência entre ele e o estadual, que também precisa ser mantido.

Inclusive elaborei uma proposta que pode inclusive ser adotada já em 2011, onde o Campeonato do Nordeste e os Estaduais coexistem, sem qualquer conflito de data, que inclusive já foi adotada em 2001 e 2002: O Campeonato do NE e os Estaduais começam paralelamente, porém estes últimos num primeiro momento não contaria com os clubes inseridos no certame regional, que só entrariam nas fases finais dos estaduais, que começavam sempre após o término do Nordestão.

No entanto, o fator decisivo para a viabilização do Campeonato do Nordeste está condicionado ao apoio que os principais clubes de PE e da BA darão.

Qual o interesse que Bahia, Vitória, Sport, Santa Cruz e Náutico possuem em participar da competição?

Se a resposta e o interesse desses 5 clubes for positiva, aí as bravatas do presidente da Fed. Pernambucana não terão efeito algum.

Aliados a isso, conforme Diego Ivan certa vez me falou, basta que a Liga barganhe mais patrocinadores e anunciantes, capazes até de cobrir o que eles recebem para jogar nos campeonatos pernambucano e baiano.

Do contrário, dificilmente a competição terá viabilidade e talvez os próprios clubes optem por receber a multa da cbf do que disputá-la.

Gustavo Lucena

Um comentário:

Black Ace disse...

Falou e disse Gustavo.

Cadê um vermelhinho da bunda rachada que tava incomodando por aqui???

Aparece diabinho...