domingo, 18 de julho de 2010

Estreia com vitória

O ABC estreou com vitória em cima do CRB de Alagoas por 3 a 1, com gols de Cascata, Zulu e João Paulo para o ABC, Everton descontou para o CRB. 

O resultado foi bom, a torcida compareceu em bom numero e o time desempenhou um bom papel dentro de campo. 

Apesar das duas equipes já se conhecerem, por terem disputado uma partida pela Copa do Nordeste recentemente, isso não alterou o vencedor do jogo. Mais uma vez o ABC foi superior, apesar dos novos contratados dor Regatianos. Só que não se enganem, mesmo assim o CRB será o principal rival do ABC neste grupo.

O nome do jogo foi Cascata, fez uma partida como a muito não fazia. Atenção para o clichê futebolístico: “Foi senhor absoluto do jogo”. Fez gol quando somente ele jogava no primeiro tempo, deu passe para os gols de Zulu e João Paulo logo após o empate adversário. Resumindo jogou um bolão federal.

Leandro Campos mais uma vez não mexeu no time quando deveria. No segundo tempo o CRB dominou a partida durante uns 20 minutos e empatou o cortejo. Leandro apenas assistiu ao jogo sem que nenhuma modificação tática fosse feita. Tampouco substituições, que só começaram a acontecer a partir dos 30 minutos de segundo tempo. Se não fosse o Cascata a coisa seria muito complicada.

O ABC volta a campo no próximo dia 28, quando enfrentará o Fortaleza pelo Campeonato do Nordeste. Pela a Série C o ABC voltará a jogar contra o Alecrim, dia 1. 

Ficha Técnica

Local: Estádio Frasqueirão, Natal/RN.
Público: 7.073 presentes.

Árbitro: José Cleuton de Souza lima - CE
Assistente 1: Marcos Antônio da Silva - CE
Assistente 2: Thiago Gomes Brigido - CE
4º árbitro: Ítalo Medeiros – RN

ABC(3): Wellington, Lisa, Tiago Garça, Diego Padilha e Renatinho; Basílio, Ricardo Oliveira, Claudemir (Everton César) e Cascata(1)(Gabriel); Zulu(1) e João Paulo(1)(Felipe Moreira). Técnico: Leandro Campos.

CRB(1): Juninho, Leandro (Renato), Toninho, Ítalo; Amaral, Lê, André Silva, Everton(1), Dio; Nino Guerreiro(Wendel) e Edimar(Edson Di). (Técnico: Freitas Nascimento).
Photobucket

Um comentário:

Vicente Prudêncio disse...

Desta vez, concordo com o Leandrão (rsrsrs). O time estava muito encaixado e o gol do CRB foi meio por acaso. Um contra-ataque originado de uma falta não marcada em Basílio somado a uma bola perdida para a linha de fundo e que acabou se transformando em cruzamento.

O time estava bem, com maior controle do jogo e não mexeria, também (talvez se Éderson estivesse no banco eu pensasse diferente).

Fui...