sábado, 1 de maio de 2010

A “Bruxa” na Copa de 1974

Maior expressão do futebol Potiguar, Marinho Chagas até hoje é o único Norte Riograndense a participar de uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, é o destaque desta semana na coluna Sexta da Copa. A Copa foi a da então Alemanha Ocidental realizada em 1974, Mundial vencido pelos donos da casa.

Tecnicamente o futebol de Marinho Chagas era indiscutível, tanto é assim que o galego das sete bocas foi eleito o melhor em sua posição em 1974. Dono de um chute forte e preciso, era conhecido pelos gols de falta marcados e uma mistura de irreverência e problemas pessoais. 

Quando se pensa que a grande revolução dos anos 2000 foi o surgimento do ala, Marinho já fazia escola. Muito antes de Junior do Flamengo a “Bruxa”, como ficou conhecido no Botafogo, já era useiro e vezeiro na arte de atacar pelos lados. 

O verdadeiro fenômeno Potiguar é sempre lembrado quando o assunto é seleção do século de vários clubes Brasileiros, como o Botafogo, Náutico, São Paulo e ABC.
Como profissional Marinho começou a carreira no Riachuelo em 1967, ABC em 1969, Náutico em 1970, Botafogo em 1972, Fluminense em 1977, NY Cosmos/EUA em 1979, Florida Strikers/EUA em 1980, São Paulo em 1981, Bangú em 1983, Fortaleza em 1984, América/RN em 1985, Los Angeles Heat/EUA em 1986 e Augsburg/ALE em 1987. Marinho encerrou sua carreira em 1988.
Na Copa de 74 Marinho jogou todos os 7 jogos do Brasil, certamente ele foi o ponto alto de uma Seleção Brasileira que deixou a desejar. O time dirigido por Zagallo acabou ficando com a 4ª colocação naquele Mundial, somando 3 vitórias, 2 empates e 1 derrota. Marinho Chagas ainda participou de mais 3 jogos das Eliminatórias Sul-americanas em 1978. 

Esse sim jogou uma bola Federal. 

PS. O outro Potiguar a jogar uma Copa do Mundo foi o volante Zinha, jogando pela "El Tri" Mexicana na  Alemanha em 2006.
Photobucket

Nenhum comentário: