domingo, 28 de março de 2010

WELLINGTON

O ABC venceu o América por 1 a 0, gol do zagueiro Tiago Garça. Resultado esse que mantém o Alvinegro na liderança e melhor, 3 pontos a frente sob o segundo colocado.

O melhor jogador da partida, aos 30 segundos de jogo...

(Foto: Rodrigo Sena, Tribuna do Norte)

Realmente foi um jogo difícil para o ABC, tanto é assim que o nome da partida foi o goleiro Wellington. Cresceu neste clássico, mostrou que quando joga em alto rendimento realmente é um atleta diferenciado. Pelo menos em duas bola a queima roupa, fez milagre.

(Foto: Vlademir Alexandre, Portal No Minuto)

Agora o que tem que ser destacado foi a péssima participação do técnico Leandro Campos, que resolveu modificar o esquema tático do time de um jeito que perdeu completamente a qualidade entre o meio e ataque. O que estava dando certo não funcionou. A modificação do 4-4-2 para o 3-5-2 teve como vitima o futebol do Claudemir, e se a intenção era reforçar a zaga, isso não aconteceu. A zaga foi vulnerável como sempre, além disso a proteção na frente da área também claudicou. Só melhorou quando Leandro colocou mais um volante no lugar do meia Claudemir, Marquinhos entrou e mostrou que a mudança no esquema foi a falha do ABC no clássico.


O Claudemir pelos motivos citados foi figura nula, pelo menos o Cascata parece ter levado o futebol Alvinegro em seus pés, já que a saída de bola pelo meio foi complicada devido a uma grande marcação. Cascata realmente foi responsável pelo acionamento do João Paulo e Ederson.


O futebol pelos lados inexistiu, Renatinho ficou marcando o lateral rival, e o David foi responsável por um futebol medíocre ao extremo. O David foi pau de dar em doido, como sempre, e errando passes a go go.

Eu cantei o gol do ABC... Grande coisa, tava na cara...

Passei o jogo todo falando sobre os escanteios cobrados pelo ABC, foram todos batidos na pequena área, nas mãos do goleirinho adversário. Passei o jogo todo dizendo, cobra uma diferente, muda o estilo da batida, joga no segundo pau que está ficando manjado. Dito e feito, na primeira que mudaram cobrança a bola achou Tiago Garça na pequena área. Depois eu posto o video do gol e vocês tiram as dúvidas.

O evento criado pelo departamento de marketing do ABC foi interessante, mas o som excessivamente alto deixou a turma um pouco chateada. Acho que numa próxima vez isso deveria se repetir, mas com um pequena mudança na disposição das caixas de som e até na dinâmica do espetáculo pré-jogo. Agora é ridículo a gritaria nas rádios com relação a isso, até parece que eles ficaram impossibilitados de fazer as resenhas antes do jogo.

Outro fato, esse sim extremamente lamentável, foi o quebra quebra nos banheiros do modulo 3 do Frasqueirão. (Foto: Blog do Pedro Neto) Parece que depois de muitos jogos sem nenhum registro de confusão, a torcida rival resolveu destruir as dependências do Estádio Maria Lamas Farache. Quebrou o que viu pela frente, como uma turba de imbecis, que existem lá e cá. Acho que a diretoria do time adversário bem que poderia assumir as despesas do concerto. Mostrando um pouco de civilidade do lado de lá, mas acho isso difícil, já que salvo honrosas exceções, a diretoria do time vermelho é formado por celerados com mania de grandeza.

O Alvinegro volta a campo contra o ASSU, jogo que será realizado na próxima quarta-feira as 20:30hs.

Ficha Técnica

Local: Estádio Frasqueirão, Natal/RN.
Publico: 13. 483 presentes.
Renda: R$ 176.670,00.

Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo.
Assistente 1: Luiz Carlos Câmara Bezerra.
Assistente 2: Ubiratan Bruno Viana.
4º árbitro: Lenilson de Lima.

ABC(1): Wellington; Tiago Garça(1), Leonardo e Padilha; David (Cláudio Roberto), Bileu, Claudemir (Marquinhos Mossoró), Cascata e Renatinho; João Paulo e Ederson. Técnico: Leandro Campos.

América(0): Rodolpho; Thoni, Edson Rocha, Robson e Rogerinho (Berg); Júlio Terceiro, Saulo, Elielton e Assis; Magrão e Waguinho (Ronny). Técnico: Carlos Moura.

papoalvinegro@gmail.com

3 comentários:

Vicente Prudêncio disse...

Valeu Diego Ivan. Assino embaixo de sua análise. O ABC esta tarde/noite não existiu. Não fosse Cascara e Wellington, Renatinho e Garça... Sei não... Foi de longe a pior apresentação do ABC neste segundo turno. Não sei porque mudaram no que estava dando certo, já que o ABC vinha realizando um futebol vistoso e bonito... Sei não... Três zagueiros não dá... Leonardo, o mais fraco, tem que sair, já... Mas valeu a vitória. Nada melhor do que ganhar da paquitada, mesmo sem jogar bem. Fui!!!

Marcel Guimaraes disse...

Cascata mesmo super sobrecarregado se destacou na partida, sendo responsável pela distribuição das jogadas ofensivas do ABC! Isso merece ser levado em conta!

Gibson Azevedo disse...

O vandalismo é tão abominável quanto a tortura, por exemplo. Destruir o patrimônio inerme de outrem, tem, no viés da citada barbárie, a mesma covardia, a mesma deformção mental dos que destroem a conciência, a retidão moral, o amor e a ternura daqueles, que, por estas feras, são torturados ..., supliciados. Não vejo diferenças... Todos pertencem ao mesmo valhacouto de párias, que dão vazão as suas taras, "encobertos" pelo anonimato das multidões. Jamais fariam de forma declarada. Sabem, estes disformes animais, que a sociedade organizada não permite que tais abusos se tornem regra. Daí, a covardia do anonimato.
Imagino que, a diretoria do America Futebol Clube, não corrobora com estas sandices cometidas, por parte da sua torcida nas dependências do Estádio Frasqueirão, no domingo último. Esperemos que, venham a público desculpar-se.
Não nos decepcionem Senhores!...