sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Todo cuidado é pouco

Domingo é dia de mais um clássico-rei do futebol do RN.

Como vem acontecendo desde 2008, o ABC entra em campo numa situação melhor do que o rival dentro da competição, apesar de no papel em valores individuais o time deles ser muito melhor que o nosso. É isso que me deixa com muitas pulgas atrás da orelha.

Tem sido uma história recente em clássicos que, toda a vez que o ABC encontra o rival em um melhor momento quase sempre sucumbe. A última vez que vi o Mais Querido confirmando um favoritismo foi em 2005.

Mas como falei anteriormente, apesar de estarmos em primeiro, no papel o time deles possui jogadores mais gabaritados. Isso pode servir um alento, pois o Mais Querido costuma surpreender o rival quando está representado por jogadores limitados.

De qualquer forma para o jogo de domingo todo o cuidado é pouco. O ABC precisa urgentemente acertar os ponteiros em quase todas os setores.

Yamada é fraco e não passa qualquer segurança. Paulinho não se adapta bem ao 4-4-2, pois ele parece sentir medo em apoiar o ataque pois deixa uma avenida aberta no seu lado. Leonardo e Tiago Garça vêm batendo cabeça, apesar de ambos serem bons jogadores, mas acho que eles tem características similares. Resta aguardar o retorno de Ben-Hur no 2o turno pra ver se a defesa se corrige. Bileu é um Adelmo piorado e Nino envergonha a camisa 10, lembrando e muito os fracos Guim, Luizinho Vieira e Kel. Carlinhos e Paulinho Soares são 2 bombas de ruindade, poderiam zarpar ontem das hostes do Mais Querido.

Salvam-se João Paulo, Marquinhos, Jaime e Renatinho. Mas eles precisam de peças mais qualificadas para renderem melhor.

De qualquer forma, espera-se que Didi Duarte continue cobrando empenho dos atletas e dando seriedade a este time limitado para que ele se supere a cada jogo. E a diretoria precisa disponibilizar jogadores mais qualificados, pois os times limitados não costumam ir muito longe, por mais que as primeiras impressões e os resultados positivos iniciais digam o contrário.

Domingo é dia de Machadão, é dia de guerra e todo cuidado é pouco.

Gustavo Lucena

papoalvinegro@gmail.com

2 comentários:

Diego Ivan disse...

Fala Gustavo, ainda não é certeza que Ben-Hur fique no ABC, não vejo ninguém se pronunciando sobre isso.

Não acho Bileu essa ruindade toda, mas não é uma Brastemp.

Yamada é ridículo, cada lance é um susto.

Paulinho tá encabulado, não sei se ele fica até o final do Estadual.

Aparentemente Carlinhos vai para o Banco no Classico, o cara vai ser o Rodrigo Galvão.


Abraço!!!

Abecedista disse...

Ben Hur? E no 4-4-2? Me benzi três vezes três vezes...

Gostei da dupla Leonardo e Tiago Garça contra o Santa Cruz...

E, sobre Yamada, também me assusta...

Todos sabemos da limitação de muitos dos jogadores do atual plantel alvinegro, mas conhecemos também as dívidas que ficaram da gestão passada, da falta de calendário como consequencia do rebaixamento e etc...

Mas sabemos também de uma nova filosofia que vem sendo implantada no futebol alvinegro...

Enfim, o ABC FC está procurando fazer um time com poucos recursos...

Me agrada muito o 4-4-2 de Didi Duarte, mesmo com Edson jogando como lateral direito, o que não é ideal, mas que pode permitir a variação para o 3-5-2 dentro da própria partida, dando-se suporte para o apoio de Renatinho pela esquerda.

Concluindo, confio muito no trabalho de Didi Duarte e no cumprimento de um bom papel por parte do ABC FC no clássico de domingo.

É isto.

Sds Alvinegras.

Abecfedista.