quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O ídolo ou o atleta?

Amigos leitores do Blog Papo Alvinegro, eu confesso que ao ler o ultimo texto do colega Gustavo Lucena, e ontem a noite o texto do divertido Blog Musica do Gol, do bloguista José Leonardo, me deparei com um dilema. Se pudéssemos medir a importância do zagueiro Ben-Hur, levaríamos em conta o ídolo de 2007 ou o atleta de 2010?

Como bem levantou a bola, Gustavo Lucena afirmou em seu texto que Ben-Hur se encaixaria como uma luva nesta zaga ABCdista, que tanto claudica em 2010. O José Leonardo foi mais longe, afirmou de maneira magistral todas as qualidades que fizeram de Ben-Hur um verdadeiro ídolo da Frasqueira. Por isso tenho acompanhado cada passo da recuperação de Ben-Hur via Twitter(@BenHurmp).

Uma das imagens mais legais e difundidas do Frasqueirão em 2008.
Nela vemos Ben-Hur vestindo a 4 do ABC.

(Fonte: abcfc.com.br)

Pois bem, li e analisei os dois textos e de alguma maneira os dois se completam, mas um comentário aqui do Blog me fez entrar nesse dilema. O Gibson Azevedo, que é meu pai, comentou o texto do Gustavo e ressaltou o que, nem eu, nem a Frasqueira levamos em consideração até agora sobre o assunto. Talvez pelo fato dele não ser Alvinegro, e ter utilizado simplesmente a razão.

Qual é o Ben-Hur que a Frasqueira quer em campo?

Despido de emoção neste momento, tentarei ser o mais racional possível. A realidade é que o capita Ben-Hur de 2007 ficou em 2007, mas a lembrança do torcedor ainda é viva, e lembra da importância deste atleta na campanha vitoriosa de 2007. Aspectos como experiência, liderança e raça deixaram uma excelente lembrança na memória do torcedor e tornaram Ben-Hur mais que um atleta, um ídolo.

Em 2008 o desempenho deste atleta já foi irregular, marcado por uma séria contusão no pulso que o afastou dos campos quase 3 meses. O desempenho irregular de 2008, foi abaixo da crítica em 2009, que culminou com uma séria contusão de joelho no final da temporada.

Analisando o que acabei de relatar acima e agora vestindo novamente o manto Alvinegro, fico realmente em um dilema. Não tenho a menor duvida que o xerife Ben-Hur de 2007, ídolo da Frasqueira, cairia como uma luva em uma zaga que carece de mobilidade. Por outro lado Ben-Hur de 33 anos, que em 2008 e 2009 apresentou desempenho irregular, recém liberado pelo DM em 2010, terá condições físicas de suprir a expectativa do torcedor Alvinegro?

Não há duvidas que o Ben-Hur de 2007 realmente elevaria o nível das atuações da zaga Alvinegra, mas estamos infelizmente em 2010 e me surpreenderia muito se o nosso xerife retornasse em alto nível, apesar de torcer pelo seu retorno.

Mesmo com todos esses argumentos não somos nós que contratamos no ABC, para isso o clube têm Presidência, Diretoria de Futebol, Superintendente de Futebol e Técnico.

papoalvinegro@gmail.com

8 comentários:

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

Prezado Diego Ivan

1) Li atentamente o seu texto, notadamente cada letra e que nos remete a total reflexão sobre o tema.

2) A informação que tenho é no sentido de que Ben-Hur não teve a menor possibilidade de jogar bola em 2009, ou seja, até o médico ( Dr.Avimar...acho que é esse o nome ) não entendeu como Ben-Hur entrou em campo em 2009.

3) O médico disse isso antes, bem como após abrir o joelho de Ben-Hur e ver "o estrago".

4) Realmente tenho que avaliar o Ben-Hur de 2008, mas o de 2009 temos a barreira clínica.

5) A Frasqueira está sendo emocional ? Talvez sim.

6) Em razão do ABC apostar e contratar nomes desconhecidos, ou medalhões que nada fizeram, bem como chegaram, chegam e chegarão ao ABC sem compromisso com o TIME da FRASQUEIRA. Ben-Hur seria uma aposta para 2010, cujo valor e seriedade já temos ciência.

7) Muitos contratados de 2010 foram apostas, muitos já não acertaram no ABC.

8) Apostar em Ben-Hur em 2010 ? Com a palavra o departamento médico para informar ao presidente as reais condições do jogador.


9) Parabenizo-o pelo texto, bem como pela reflexão sensata.

Até a próxima

José Leonardo

DO BLOG
www.musicadogol.blogspot.com

Assis disse...

E os R$ 16 mil de salário, quem pagará? Ben Hur já deu, faz tempo. Pelo jeito, só quem entende de futebol aí é o Gibson. Sei não viu... Vão assistir jogos do Gaúcho, Catarinense, Paranaense, Goiano e outros campeonatos, assim quem sabe encontrarão jogadores que prestem.

Diego Ivan disse...

José Leonardo, sem sombra de duvida o ABCdista tem que decidir, pelo menos num primeiro momento, se quer um ídolo ou um atleta. Hoje, a contratação de Ben-Hur é a contratação de um ídolo.

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

1) É Diogo, espero que o DM possa avaliar o estado clínico de Ben-Hur, inclusive os resultados com bola nos treinos para assim poder decidir.

2) Didu Duarte também fará a tão necessária avaliação.

3) Só mesmo quem está por lá ( no CT do ABC ) para avaliar melhor, mas nada impede que o torcedor opine, afinal, nada mais salutar do que a liberdade de expressão.

4) Respeitos todas as opiniões. Quem nunca convergiu ou divergiu sobre o ABC Futebol Clube ? É o PLANETA da BOLA girando sem parar.

5) Valeu Diogo Ivan, até a próxima.

Até a próxima.

José Leonardo

Anônimo disse...

O ABC está apostanto em Paulinho Cuiaba, que já foi, Rodrigo Galvão, que já foi, é hora de apostar em Bem-Hur

Paulo Junio disse...

Boa Noite
Estava aqui lendo e me bateu uma indignação...
Estou aqui me perguntando, porque alguns bons jogadores que temos não estão tendo oportunidades neste time.
Quem acompanha treinamentos, observa o andamento do clube, sabe e ve algumas coias.
Como um exemplo hoje... O zagueiro que veio do Goias, pelos seus ultimos coletivos, é disparado um dos melhores zagueiro que o time tem, e nem se quer hoje ele participou do coletivo. Tem um monte de zagueiro frouxo tendo oportunidades, e este Robson raçudo,que chaga, impoe nao.
O que está acontecendo? Será que este nosso tecnico é treinador de esquemas? Parcerias com empresarios?
A diretoria tem que abrir o olho, pois não tem ninguem mais do que nos torcedores querendo o melhor para o nosso time.
Então, deixo aqui minha indignação com algumas atitudes no nosso Didi.

Marcello disse...

Então... Concordo com as palavras do Paulo.
Sou de Goiania e me mudei para natal no final do ano passado, e aqui me identifiquei muito com o ABC.
É brincadeira o que esse garoto Robson joga.
lá eu vi alguns jogos dele, estilo xerifão; atacante se brincar perto dele leva uma.
Ele fez uns belos gols de falta e de cabeça por lá.
Espero ve-lo jogando aqui, pois pelo que venho observando, o time carece de um profissional assim na zaga.

Diego Ivan disse...

Paulo Junior e Marcello, estou torcendo para o que vocês disseram se confirme, é sempre bom quando jovens valores realmente vestem a camisa de seus times com raça. Vamos aguardar para ver se Robson confirma essa situação.

Abraço!!!