quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Esse é o mapa da próxima Copa do Mundo

As 32 seleções estão definidas e a cara da próxima Copa já é conhecida. Na Africa do Sul encontraremos além dos anfitriões mais 31 equipes: Comenbol - Brasil - Argentina - Chile - Paraguai. Concacaf - EUA - México - Honduras. CAF: África do Sul(anfitrião) - Camarões - Costa do Marfim - Nigéria - Argélia - Gana. OFC: Nova Zelandia. AFC: Austrália - Japão - Coreia do Norte - Coreia do Sul. UEFA: Alemanha - Portugal - Suíça - Grécia - França - Espanha - Eslovênia - Inglaterra - Eslováquia - Dinamarca - Servia - Holanda - Itália.

Como eu gosto muito do esporte bretão farei aqui uma cobertura da Copa do Mundo da África do Sul, espero a participação dos alvinegros na brincadeira. Os destaques da competição serão os Campeões Mundiais, na realidade todos estarão presentes: Uruguai(2), Itália(4), Alemanha(3), Brasil(5), Inglaterra(1), Argentina(2) e França(1).

Faltam 204 dias para o inicio dos jogos.



Photobucket

Um comentário:

Gustavo Lucena disse...

Quanto aos favoritos, esta Copa tá com cheiro de Argentina ou Alemanha, a primeira está bastante desacreditada e é comum haver bonitas histórias de superação.

A Alemanha vem com o futebol eficiente de sempre.

A Espanha vem com muita pompa e rebolado, mas não acredito que ela vá muito longe.

Itália, Inglaterra e França são incógnitas.

Alguma seleção africana deverá surpreender.

Sob o comando do Parreira, a África do Sul corre o sério risco de ser a primeira seleção anfitriã a ser eliminada logo na 1a fase. Se eu fosse a cartolagem Bafana-bafana, de 2 técnicos que entendem de Copa do Mundo e que estão dando bobeira no mercado, já que as seleções que ambos treinavam foram eliminadas: Bora Milutinovic (Iraque) e Guus Hiddik (Rússia).

Quanto a seleção da cbf, de novo entrou no clima do oba-oba e especula-se que fará sua preparação em amistosos me-engana-que-eu-gosto.

Eu sou brasileiro, amo meu país, mas não sei se torcerei para a seleção da cbf, principalmente se a lista dos convocados não contar com jogadores que atuem no Brasil e se houver aquele mesmo festival de babaquicies promovido pela globo na cobertura da Copa do Mundo.